Embaixada de Portugal no Uruguai

Ministério dos Negócios Estrangeiros

ECOS ANTÍPODAS - Um projeto cultural sonoro, rural e transatlântico

ecos antipodas de nos mesmos julho 2018 3 preview foto website

A Binaural/Nodar e o Mapa Sonoro do Uruguai estabeleceram recentemente uma parceria para o desenvolvimento de um projeto de larga escala intitulado “ECOS ANTÍPODAS”, o qual consistirá no estabelecimento de um diálogo profundo entre comunidades rurais, culturais e territoriais de Portugal, Uruguai e do sul do Brasil no sentido de ajudar a problematizar, através da antropologia sonora e arte sonora, temáticas como a língua, herança, memória, trabalho e mudanças sociais.

Em ECOS ANTÍPODAS refletem-se aspectos comuns e específicos das culturas rurais dos territórios, que ajudam a revitalizar vínculos diretos ou indiretos entre os lugares e a refletir e recuperar parte de sua memória, promovendo assim essas mesmas ligações no seio das comunidades envolvidas.

ECOS ANTÍPODAS dá sequência aos caminhos trilhados pela Binaural/Nodar e pelo Mapa Sonoro do Uruguai, através da concepção de estratégias de trabalho com as comunidades que potenciem o exercício da escuta, a captação e edição sonoras, promovendo a criação e uso de arquivos de memória locais e rurais e, através de registos sonoros alojados na internet, propõe-se um diálogo entre as comunidades rurais dos territórios incluídos no projeto.

Entre agosto de 2018 e dezembro de 2019 serão partilhadas diversas novidades sobre o projeto: gravações sonoras de áreas rurais, sessões de divulgação, publicações, obras sonoras, etc.

ECOS ANTÍPODAS tem o apoio de divulgação da Embaixada do Uruguai em Portugal, da Embaixada de Portugal no Uruguai, do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua e da Casa da América Latina em Lisboa.

Binaural/Nodar (http://www.binauralmedia.org) é um projeto cultural contemporâneo, financiado pelo Ministério da Cultural de Portugal, atuando desde 2004 em regiões rurais portuguesas nas áreas da arte sonora e da criação multimédia, documentação etnográfica, educação sonora, criação para rádio e publicações. A Binaural/Nodar já acolheu em residências artísticas e científicas mais de 150 artistas e investigadores de todo mundo, produziu dezenas de criações sonoras e media próprias e difundiu o seu trabalho em muitos países da Europa, América e Ásia. A Binaural/Nodar é membro ativo de três redes europeias dedicadas à criatividade e ao desenvolvimento territorial: Rede Tramontana de arquivos de memória de zonas rurais; Rede SOCCOS de residências artísticas em arte sonora e Rede SUSPLACE de pesquisa multidisciplinar na área dos processos de sustentabilidade social de territórios locais.

O Mapa Sonoro do Uruguai (http://www.mapasonoro.uy) é um projeto cultural selecionado para os Fundos Concursais do Ministério da Educação e Cultura do Uruguai (Categoria Memória e Tradições, edição de 2016), o qual propõe a escuta de histórias locais, contadas por suas próprias testemunhas, a memória de trabalho das gerações que se dedicavam à agricultura e à pecuária, a ligação com a natureza e os animais, conhecimentos e tecnologias e línguas fronteiriças.

Partilhar:
FacebookTwitterGoogle +E-mail